A criação de ovos orgânicos de galinhas agroecológicas iniciou suas atividades em maio de 2017, na cidade do Rio de Janeiro, na Chácara Itanhangá, bairro próximo à Barra da Tijuca e Zona Sul da cidade do Rio de Janeiro.

O pensamento inicial foi de apenas "o espaço se pagar". Quando chegaram ao local havia muito o que fazer. Demandou tempo, mas eles fizeram tudo que era necessário: podas, limpeza, manutenções, obras, consertos e tudo mais. Já havia galinhas umas poucas... apenas 10. E eles, como bons moradores de grandes centros urbanos, não sabiam como era o comportamento das aves. Obviamente e por humanidade começaram a alimentá-las. Elas pastavam, comiam pequenos insetos, folhas verdes e o casal concluiu na observação viva que "a galinha é um ser vivo incrível, carinhosa, autônoma e ainda nos dá proteína!" Ficaram fãs e, por amor, aumentaram, paulatinamente, o rebanho.

Hoje contam com instalações e equipamentos profissionais e, depois de quebrarem muito a cabeça (errando, corrigindo e só depois acertando) criam 500 galinhas felizes que pastam, dormem em poleiros e são tratadas com todo amor. Neste sentido, a Galinhas de Ouro é uma empresa familiar de produtores e "cuidar delas com todos os critérios e higienização que elas merecem, dá muito trabalho" como diz Natasha Tatiana Costa. Entretanto, segundo a produtora "nenhuma lucratividade suplanta o bem-estar animal que elas devem ter como premissa básica primeira. Somos orientados por profissionais do ramo, inclusive zootecnistas que nos informam todos os padrões que devemos seguir sempre no objetivo de minimizar o estresse dos animais."

Vendem o produto (ovo e galinha) e o subproduto da galinha (esterco), além de demais plantações orgânicas da propriedade. De acordo com Natasha e Ivan:"Fazemos isso porque acreditamos num futuro onde os animais deverão ser tratados com mais respeito. Nossa missão é levar saúde à mesa de nossos clientes, com produtos naturais (sem hormônios, antibióticos ou pesticidas) e de excelente qualidade".